| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

JORNAL DE ITUPORANGA
Desde: 29/06/2013      Publicadas: 53      Atualização: 02/04/2018

Capa |  Especial  |  Manchetes  |  Noticias  |  Tecnologia  |  Turismo


 Manchetes

  02/04/2018
  0 comentário(s)


BENEFÍCIOS DA USINA SOLAR



As usinas de energia solar produzem energia limpa e renovável a partir da luz do sol, embora o seu investimento inicial seja alto a manutenção é baixíssima, a vida útil é muito longa (mais de 30 anos) e o sol não custa nada.

BENEFÍCIOS DA USINA SOLAR

 

 

 

Segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), o país possui 12.520 sistemas solares fotovoltaicos conectados a rede que trazem economia e engajamento ambiental à 13.897 unidades consumidoras, somando mais de R$ 850 milhões em investimentos acumulados desde 2012.

 

Mas esses números estão crescendo cada vez mais, até o final de 2017 por exemplo, a perspectiva é que haja mais de 16.000 sistemas fotovoltaicos homologados gerando energia, há também as grandes usinas de energia solar fotovoltaica que entraram em funcionamento este ano e as que estão em construção.

 

As vantagens do uso da energia solar para a sociedade e o meio ambiente são muito significativas, primeiro porque auxiliam na redução das tarifas com relação a utilização das termelétricas e segundo por serem energias limpas que não geram nenhum tipo de poluição. Pode-se afirmar que a energia solar fotovoltaica é capaz de melhorar a qualidade de vida das pessoas, já que evita o envio de toneladas de poluentes na atmosfera além disso é uma fonte promissora na geração de empregos e na economia.

 

Tecnologia de Geração de energia elétrica

 

Todas as tecnologias de geração de energia elétrica são de alguma forma e em quantidades diferentes, poluentes, uma vez que apresentam emissão de gases do efeito estufa em algum momento durante o seu ciclo de vida, seja durante a geração ou então no seu processo de fabricação, transporte, entre outros.

Agora, um extensivo estudo acerca das várias tecnologias energéticas por fontes limpas, realizado por um time internacional de cientistas e publicado este mês no jornal periódico Nature Energy, mostra que as tecnologias movidas pela fonte Solar e eólica são as que apresentam o menor impacto ambiental durante o seu ciclo de vida.

Segundo o estudo, ainda, impulsionar a adoção dessas duas tecnologias iria gerar, apenas, modestas emissões indiretas de gases de efeito estufa, o que não retardaria a transformação para um sistema elétrico mais sustentável através das energias renováveis.

 

As tecnologias energéticas fósseis e não fóssil ainda possuem uma certa quantidade de emissões de gases de efeito estufa em seu ciclo de vida. Por um lado, porque precisam de energia para construí-las e operá-las, por outro, devido as emissões de metano, por exemplo, da produção de carvão e gás. ”  Observa

No entanto, descobrimos que existem diferenças substanciais entre as tecnologias em relação ao seu balanço de gases de efeito estufa. A produção de eletricidade a partir da biomassa do carvão, do gás e da energia hidrelétrica, por exemplo, induz emissões de gases de efeito estufa indiretas, muito maiores do que a eletricidade nuclear e solar.

Nossos estudos foram conduzidos através da combinação de simulações de cenários com setores elétricos integrados a uma economia ligada ao clima, avaliando estratégias de longo prazo e custo otimizado para atender os compromissos climáticos com abordagens que avaliam todo o ciclo de vida das tecnologias.

Pesquisas adicionais ainda descobriram que mesmo as usinas de energia fóssil equipadas com a captura e armazenamento de carbono serão responsáveis pelas emissões de cerca de 100 gramas de CO2 equivalentes por kWh (quilowatt-hora) de eletricidade produzida, isso é 10 vezes mais do que os cerca de 10 gramas de CO2 equivalentes para energia Solar e eólica.

 Quando se trata de emissões de gases de efeito estufa durante o ciclo de vida, as energias Solar e eólica fornecem um equilíbrio de gases de efeito estufa muito melhor do que as tecnologias de baixo carbono baseadas em fóssil, porque eles não requerem energia adicional para a produção e o transporte de combustíveis, e as próprias tecnologias podem ser produzidas em grande medida com eletricidade descarbonizada.

 

A usina solar de Ituporanga, também conhecida como parque solar, é um sistema fotovoltaico de grande porte (sistema FV) projetado para a produção e venda de energia elétrica. As usinas de energia solar se diferenciam dos sistemas fotovoltaicos instalados em casas e indústrias pois elas fornecem energia em alta tensão para fins de distribuição e não para o autoconsumo, com as mudanças da ANEEL estamos aprimorando nossos sistemas.

A produção de energia da usina de energia solar vem dos painéis fotovoltaicos que convertem a energia do sol em energia elétrica para ser vendida para a rede.


A maioria das usinas de energia solar no mundo são construídas sobre o solo, elas são na sua maioria fixas, mas também podem ser construídas com os chamados “trackers”, seguidores solares que acompanham o movimento do sol.                 Embora as usinas montadas em sistema de rastreamento aumentam a produção de energia elétrica, também aumentam o custo de operação e manutenção da usina solar. Elas não oferecem riscos ao meio ambiente pois são 100% limpa.

COMO FUNCIONA UMA USINA SOLAR


Os painéis solares produzem energia elétrica em corrente continua, portanto, eles precisam de um inversor solar para converter esta energia em corrente alternada (A corrente alternada é a energia que você consome na sua casa ou empresa).
Os inversores entregam a energia produzida pelos painéis fotovoltaicos em até 380 Volts. Para a transmissão de energia nas linhas de alta tensão é preciso uma tensão bem mais alta que isso, portanto utilizam-se transformadores para elevar a tensão para 13.800Volts, 69.000Volts, 138.000Volts e até acima de 230.000Volts.

A eletricidade produzida pela usina de energia solar é então transmitida pelas redes de transmissão de energia e distribuída pelas distribuidoras de energia para o uso em sua casa ou empresa.

 

 

Autor:  Márcio Renato de Lima

  Autor:   Julio Fontes ND


  Mais notícias da seção Noticias no caderno Manchetes



Capa |  Especial  |  Manchetes  |  Noticias  |  Tecnologia  |  Turismo
Busca em

  
53 Notícias