| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

JORNAL DE ITUPORANGA
Desde: 29/06/2013      Publicadas: 152      Atualização: 21/02/2019

Capa |  Agro Negocio  |  Caderno Feminino  |  Coluna Débora Oliveira  |  Noticias  |  Tecnologia  |  Turismo


 Agro Negocio

  07/02/2019
  0 comentário(s)


Vinícola Pericó tem novos donos

 Vinícola Pericó tem novos donos
São Joaquim - A vinícola Pericó é agora parte de um grupo de investidores, do qual o empresário Carlinho Bogo Junior, proprietário também de outros negócios em Santa Catarina, 
 
Rio Grande do Sul e São Paulo e um empresário francês especialista em vinicultura são integrantes.
 
O contrato assinado nesta terça-feira, dia 4, é motivo de comemoração para o seu fundador, Wandér Weege. “Criei e me dediquei à Pericó, tornando-a um sucesso em espumantes e vinhos. Aliás, o primeiro espumante de Santa Catarina.  No início era para ser um hobby, mas virou um empreendimento de sucesso. Sinto que chegou a hora de partir para novos planos e desafios”.
 
Fundada em 2002, em São Joaquim, na região chamada de Pericó Valley, o vinhedo de castas francesas está num dos pontos mais altos do Estado de Santa Catarina. Os dias ensolarados e as noites frias fazem as uvas amadurecerem mais lentamente e concentram um sabor e aroma extra nas frutas. “Era um desejo pessoal criar um rótulo de espumantes e vinhos. Participamos de um momento importante no cenário nacional, contribuímos para o amadurecimento desse mercado global”, avalia o industrial.
 
Wandér foi um dos primeiros a apostar no potencial de Santa Catarina como produtor de vinhos de altitude – reconhecimento que hoje o estado sustenta nacional e internacionalmente. Convicto de que estava no caminho certo, dividiu-se entre os desafios à frente Pericó e à articulação entre outros produtores e o poder público para construção de um ambiente de negócio favorável. “Esse é um importante legado para todo o setor”, avalia ele.
 
A fazenda Pericó tem 447,03 hectares, com as seguintes cepas: Sauvignon Blanc, Chardonnay, Pinot Noir, Cabernet Sauvignon e Merlot. Sua distribuição nacional é por meio de distribuidores, revendedores e representantes comerciais. Até a 12ª safra (2018), seus rótulos foram reconhecidos por 35 medalhas.
 
O novo projeto prevê a criação de uma frente de enoturismo. “Temos visto, mundo afora, muitas vinícolas recebendo e hospedando turistas para demonstrações e degustações. Dentro do nosso plano de expansão dos vinhedos e de aperfeiçoamento dos vinhos, desenharemos um modelo de atração de turismo para a Pericó”, explica Carlinho Bogo Junior, destacando que a localização da vinícola une beleza natural, clima e terroir propícios para esse tipo de turismo, cultura e gastronomia
  Autor:   Abílio Schumitz


  Mais notícias da seção Noticias no caderno Agro Negocio
21/02/2019 - Noticias - Início da colheita de maçã em SC tem expectativa de alta na produção.
Cerca de cinco mil pessoas de várias partes do país devem trabalhar nos pomares da Serra catarinense durante a safra....



Capa |  Agro Negocio  |  Caderno Feminino  |  Coluna Débora Oliveira  |  Noticias  |  Tecnologia  |  Turismo
Busca em

  
152 Notícias